Portal Estrada
© Portal Estrada / Todos os direitos reservados.
HomeMeio AmbientePetrobras busca explorar Foz do Amazonas após pedido de reconsideração
Portal Estrada - Produção de petróleo cresce 5,26% em janeiro

Petrobras busca explorar Foz do Amazonas após pedido de reconsideração

A Petrobras protocolou, na quinta-feira (25), um pedido de reanálise da licença ambiental para exploração de petróleo na bacia da Foz do Amazonas, no Ibama. A estatal busca a reconsideração do indeferimento da licença.

Necessita-se da autorização ambiental do Ibama para iniciar a perfuração do poço exploratório do bloco FZA-M-059, localizado a 175 quilômetros da costa do Amapá, em águas profundas. Nesta fase de exploração, o potencial comercial do bloco é avaliado pela empresa petrolífera para determinar a existência da jazida e o perfil do óleo e gás presentes no local. Somente então a decisão de produzir petróleo na área é tomada ou não. No pedido de concessão da licença ambiental, compromete-se a Petrobras a garantir 12 embarcações, sendo duas delas prontas para recolher imediatamente qualquer eventual vazamento de óleo.

Também está previsto o uso de cinco aeronaves para monitoramento, transporte e resgate, além de 100 profissionais especializados na proteção de animais.

A empresa destaca a estrutura nacional para proteção da costa, a articulação com países da região, sistemas avançados de contenção de óleo, o sistema de bloqueio de vazamentos de poços (Capping), estrutura dedicada de coordenação e resposta a emergências, e o tratamento de animais em caso de vazamento.

Em caso de desastres, o atendimento à fauna seria realizado por duas bases, uma em Belém e outra no Oiapoque (AP), que será ampliada. A Petrobras informa que se trata de uma atividade temporária de baixo risco, com duração de aproximadamente cinco meses. A confirmação do potencial do bloco e a existência de uma possível jazida de petróleo ocorrerão somente após a perfuração do poço. Para a efetiva produção de petróleo e gás na região, será necessário um novo procedimento de licenciamento ambiental, com estudos e projetos ambientais mais detalhados, de acordo com a empresa. A Petrobras destaca que a estrutura de resposta a emergências apresentada nesse projeto é a maior já dimensionada pela empresa no país, superando as existentes nas bacias de Campos e Santos, conforme mencionado em nota.

O presidente da companhia, Jean Paul Prates, afirmou que todo o processo foi conduzido com máxima diligência pelas equipes de sustentabilidade e meio ambiente da Petrobras, que estão trabalhando desde a concessão pela ANP para executar todas as etapas do programa exploratório da concessão federal do bloco FZA-M-59.

 

Fonte: Agência Brasil

Foto: Divulgação

Compartilhe este post:
Compartilhar com