Portal Estrada
© Portal Estrada / Todos os direitos reservados.
HomeSegurançaRoubo de Cargas no Brasil em 2022: Redução de 9,1% revelada pela NTC&Logística

Roubo de Cargas no Brasil em 2022: Redução de 9,1% revelada pela NTC&Logística

A Associação Nacional de Transporte de Cargas e Logística (NTC&Logística) divulgou os resultados de sua pesquisa sobre roubo de cargas no Brasil em 2022. Houve uma redução significativa de 9,1% em relação ao ano anterior, totalizando 13.089 registros.

A região Sudeste concentrou a maior parte dos casos, representando 85,18% das ocorrências, seguida pelas regiões Sul (6,12%), Nordeste (4,66%), Centro-Oeste (2,81%) e Norte (1,23%). As perdas monetárias somaram cerca de R$ 1,2 bilhão em todo o país.

Francisco Pelucio, presidente da NTC&Logística, destacou que a associação acompanha de perto a situação do roubo de cargas há mais de 25 anos, e tem observado uma diminuição anual dos números. A entidade continuará trabalhando em colaboração com as autoridades de segurança pública e o governo federal para reduzir essas ocorrências.

A pesquisa identificou que alimentos, combustíveis, produtos farmacêuticos, autopeças, materiais têxteis e de confecção, cigarros, eletroeletrônicos, bebidas e defensivos agrícolas são as mercadorias mais visadas por quadrilhas e grupos criminosos.

Roberto Mira, vice-presidente de segurança da NTC&Logística, ressaltou a diminuição considerável nos últimos quatro anos, resultado do trabalho conjunto com órgãos públicos e privados. Ele também destacou o empenho do setor de transporte no combate ao roubo de cargas desde a aprovação da Lei Complementar nº 121/06 em 2006, que estabeleceu o Sistema Nacional de Combate ao Crime.

Mira enfatizou que o setor de transporte possui recursos humanos e tecnológicos para coletar dados, identificar as causas dos incidentes e propor soluções integradas ao Poder Executivo e às polícias. A abordagem adotada para lidar com os problemas atuais segue a mesma estratégia dos anos anteriores, fortalecendo a atuação dos órgãos de segurança pública e estreitando parcerias com as empresas do setor.

Ele ressaltou a importância dos sistemas de rastreamento e verificação da qualidade do transporte como ferramentas fundamentais para lidar com as interferências no transporte de cargas. Esses sistemas permitem o acompanhamento em tempo real da localização e do status das cargas, facilitando a identificação de possíveis problemas e a tomada de ações rápidas para solucioná-los.

Mira destacou o interesse do setor de transporte em soluções modernas, o que impulsiona o investimento em áreas de gerenciamento de risco nas transportadoras. Isso demonstra que as empresas estão cada vez mais preparadas e equipadas para enfrentar os desafios relacionados ao roubo de cargas. Essa postura proativa é fundamental para continuar reduzindo os índices desse tipo de crime.

Para combater efetivamente o roubo de cargas, é crucial manter parcerias sólidas entre o setor de transporte, as entidades representativas e os órgãos de segurança pública. Além disso, é importante apostar em abordagens e tecnologias efetivas, buscando constantemente aprimorar e adaptar as estratégias.

 

Fonte: Portal NTC

Foto: Portal Estrada

Leia também: PIB do transporte cresce 1,2% no 1º trimestre de 2023
Compartilhe este post:
Compartilhar com