HomeTransporte AéreoAeroportos de Congonhas e Santos Dumont farão parte do maior programa de concessões do mundo

Aeroportos de Congonhas e Santos Dumont farão parte do maior programa de concessões do mundo

Portal Estrada - Aeroportos de Congonhas e Santos Dumont farão parte do maior programa de concessões do mundo

Aeroportos de Congonhas e Santos Dumont farão parte do maior programa de concessões do mundo

As primeiras desestatizações portuárias do país, o leilão dos aeroportos Congonhas/SP e Santos Dumont/RJ e de mais de 13 mil quilômetros de rodovias à iniciativa privada fazem parte do ápice previsto para 2022 do maior programa de concessões do mundo. São pelo menos 50 novos certames projetados para o próximo ano, com robustos ativos disponíveis em todos os modos de transportes e a meta de R$ 260 bilhões contratados em quatro anos de Governo Federal.

Um dos grandes pleitos esperados certamente é o da última rodada de aeroportos. Até aqui, 34 aeródromos que eram administrados pela Infraero já foram repassados aos principais operadores do mundo, assegurando mais de R$ 9 bilhões em melhorias tanto para passageiros como para a movimentação de cargas. Agora, será a vez dos últimos 16, incluindo Congonhas, em São Paulo, e Santos Dumont, no Rio de Janeiro.

No total, a sétima rodada prevê o aporte de mais R$ 8 bilhões para o setor, em 16 aeroportos, que estarão divididos em três blocos – a exemplo do que já vem sendo feito pelo Governo Federal. O Bloco SP-MS-PA é formado por Congonhas e Campo de Marte/SP, Campo Grande, Corumbá e Ponta Porã/MS, e Santarém, Marabá, Carajás e Altamira/PA. Já o Bloco RJ-MG tem Santos Dumont e Jacarepaguá/RJ, e Uberlândia, Montes Claros e Uberaba/MG. E o Bloco Norte 2 com Belém/PA e Macapá/AP.

“Tem muita coisa para acontecer em termos de leilões, tem muita oportunidade. O investidor estrangeiro está vendo essas oportunidades, a gente tem intensificado muito nessa reta final a conversa com novos players”, afirmou o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, durante a apresentação do balanço 2021 da pasta. O Governo Federal entregou 108 obras de infraestrutura de transportes neste ano, com um investimento público e privado na casa dos R$ 5,5 bilhões.

 

Fonte: MInfra

Foto: Divulgação

Portal Estrada – Negócios em Transporte & Logística

Compartilhar com
Avalie este artigo