HomeNegóciosBravo incorpora caminhões Scania movidos a gás para redução da emissão

Bravo incorpora caminhões Scania movidos a gás para redução da emissão

Portal Estrada - Bravo incorpora caminhões movidos a gás para redução da emissão de CO2

Bravo incorpora caminhões Scania movidos a gás para redução da emissão

Seguindo um planejamento de ações de Sustentabilidade e Responsabilidade Social e Ambiental, a Bravo Serviços Logísticos está incorporando em sua frota caminhões da Scania movidos a gás natural, uma alternativa que contribui para reduzir a emissão local de poluentes – como NOx e material particulado, em comparação com um produto similar a diesel. Pensando nesta transição energética, a companhia firmou parceria com a Geo Biogás & Tech para a realização de um teste piloto de abastecimento da frota com biometano, combustível limpo e renovável que emite ainda menos poluentes e tem potencial de substituir 70% do consumo de diesel.

Os 4 caminhões movidos a gás começarão a atender algumas operações. No último ano, a Bravo realizou um período de teste em um de seus veículos, que faz rotas que integram a operação de transporte de curta distância, do armazém para o cliente e vice-versa. O investimento de mais de R$ 3 milhões também proporciona a diminuição de ruídos – com a tecnologia do motor ciclo Otto, esses modelos são 20% menos ruidosos do que os movidos a diesel.

“Para nós é gratificante iniciar um projeto inovador alinhado à Economia Circular. Uma das nossas estratégias de redução da emissão de CO2 no transporte é buscar alternativas de combustíveis, como o biometano”, comenta Viviane Ruza, gerente de sustentabilidade da Bravo Serviços Logísticos.

Para Alessandro Gardemann, CEO da Geo Biogás & Tech, o biometano é a solução limpa e viável para descarbonizar o transporte logístico com caminhões, que é um dos grandes desafios do processo de transição energética para fontes limpas na próxima década. “A Bravo é uma das empresas que está comprometida com a descarbonização de suas operações, apostando em uma solução que é capaz de substituir 100% o gás natural de fontes fóssil e em grande parte o diesel, viabilizando assim uma operação mais sustentável para o transporte logístico”, afirma Gardemann.

Um estudo realizado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), em 2021, mostrou que o transporte é o principal responsável pela emissão de gases de efeito estufa no Brasil. O combate às mudanças climáticas é um dos principais pilares da Agropalma, maior produtora de óleo de palma sustentável das Américas, e o seu compromisso com a sustentabilidade levou a empresa a desenvolver um projeto de logística verde que reduzirá suas emissões de CO2 em 21%, em uma rota pré-definida, inicialmente em São Paulo. A partir de (junho), a companhia contará com um caminhão movido a gás natural em suas operações.

 

Fonte: Bravo

Foto: Divulgação

Portal Estrada – Negócios em Transporte & Logística

Compartilhar com
Avalie este artigo