HomeSegurançaCaminhão invade trecho interditado na SP-300, e cai em cratera

Caminhão invade trecho interditado na SP-300, e cai em cratera

interditado

Caminhão invade trecho interditado na SP-300, e cai em cratera

Um novo acidente foi registrado na Rodovia Marechal Rondon (SP-300), em Botucatu (SP), na madrugada de sábado (29), no trecho que está interditado por conta das chuvas de fevereiro.

Desta vez, um caminhão-baú por motivos que serão apurados, invadiu o trecho fechado e caiu na cratera aberta em 10 de fevereiro. O caminhoneiro foi levado ao hospital de Botucatu em estado grave, de acordo com a Polícia Militar Rodoviária (PMRv).

Ainda de acordo com a PMRv, a ocorrência foi por volta das 3h20. Um caminhão-baú, com placas de Tupã (SP), carregando sete toneladas de mercadoria, avançou sobre a sinalização do desvio e caiu no buraco.

interditado

Interdição

O trecho da rodovia Marechal Rondon (SP-300), que estava interditado, foi liberado no dia 14 de fevereiro, entre as cidades de São Manuel e Botucatu (SP).

No local, os motoristas trafegam nos dois sentidos, passando pelo trecho de 1,4 quilômetro entre o km 257 e o pedágio de Botucatu. O trecho ainda passa por obras.

Após a queda do caminhão-baú, outro caminhão quase caiu no buraco, após perder os freios.

Acidentes na cratera

Os acidentes deste sábado (29) não foram os primeiros registrados na cratera, mesmo após ser interditado. A cratera se abriu no Km 258 durante a tempestade que causou estragos na cidade de Botucatu (SP) em 10 de fevereiro. Um caminhoneiro morreu depois que o veículo foi arrastado pela enxurrada e “engolido” pelo buraco.

No início da semana, o motorista de um ônibus morreu depois de perder o freio, invadir a sinalização e cair na cratera.

De acordo com a concessionária, um outro desvio está sendo feito no local e as equipes trabalham para finalizar as obras no trecho o mais rápido possível, com previsão para abril.

A empresa também informou que lamenta o transtorno, mas que o desvio ao lado da cratera foi a maneira encontrada para liberar o tráfego o quanto antes, principalmente para os moradores das cidades da região.

 

Fonte: Estradas

Foto: Divulgação

Leia as nossas #dicas especiais AQUI!

Compartilhar com
Avalie este artigo