HomeMotoristasCaminhoneiros terão ações em vários pontos do país

Caminhoneiros terão ações em vários pontos do país

Caminhoneiros terão ações em vários pontos do país

Com média de onze horas de trabalho por dia e rodando quase seis dias na semana, os caminhoneiros mal têm tempo de cuidar da própria saúde. Por causa disso e em comemoração pela passagem do Dia do Caminhoneiro, no dia 30 de junho, vários serviços de autocuidado serão oferecidos em 76 pontos de todo o país para esses profissionais.

Com o slogan “Quando eu pego a estrada, quem acelera é o Brasil”, o Serviço Social do Transporte e Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (SEST/Senat) vai promover ações até esta sexta-feira, dia 5 de julho.

Os caminhoneiros que passarem por esses pontos receberão serviços de saúde bucal, aferição de pressão arterial e prevenção de doenças da coluna com alongamento e orientações sobre a boa postura corporal. A importância da alimentação saudável e os riscos do uso de álcool e drogas também serão tratados nesses pontos.

E não é só a saúde do trabalhador que as ações buscam melhorar. É, também, a saúde dos grandes companheiros e instrumentos de trabalho dos motoristas: os caminhões. Para isso, nos mesmos locais, vai ser verificado se a emissão de poluentes está de acordo com as normas ambientais.

As ações voltadas para os caminhoneiros vão ocorrer, de graça, pelo Brasil, em todos os estados, incluindo o Distrito Federal. Todos os pontos estão detalhados no site sestsenat.org.br.

O perfil dos caminhoneiros do Brasil 2019, traçado pela Confederação Nacional dos Transportes (CNT), aponta que esses profissionais têm, em média, 44 anos de idade. O estudo ainda revela que menos da metade procura serviços de saúde como prevenção de doenças. Menos de 20% procuram apenas quando os sintomas se agravam.

Os motoristas de ônibus e taxistas também vão receber atendimentos de graça pelo país. A ação será entre os dias 21 e 26 de julho. Desta vez, as atividades serão realizadas em praças e vias públicas, terminais rodoviários, empresas, embarcadoras e portos.

 

Fonte: EBC

Foto: Divulgação/SEST SENAT

Leia as nossas #dicas especiais AQUI!

Compartilhar com
Avalie este artigo