HomeTransporte RodoviárioMinistro volta a afirmar que DT-e é a grande revolução do transporte de cargas

Ministro volta a afirmar que DT-e é a grande revolução do transporte de cargas

Portal Estrada - Ministro volta a afirmar que DT-e é a grande revolução do transporte de cargas

Ministro volta a afirmar que DT-e é a grande revolução do transporte de cargas

“A grande revolução do transporte no Brasil.” Com essa frase, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, resumiu nesta terça-feira (6) a importância do Documento Eletrônico de Transporte (DT-e). Criado pelo Governo Federal para digitalizar e unificar todos os documentos referentes ao transporte de cargas, a iniciativa faz parte do programa Gigantes do Asfalto, tema principal da live promovida pela Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos (CNTA).

“Imagina quem faz transporte de carga fracionada, que tem uma série de documentos fiscais para cada uma das mercadorias que está transportando. Imagina o volume de material impresso que vai na boleia do caminhão. Isso tudo vai acabar. O caminhoneiro vai ter tudo isso no celular”, explicou o ministro.

A integração dos documentos ao serviço digital será feita de maneira fracionada, com a inclusão inicial de comprovantes relacionados ao transporte, passando por registros de nível federal, como papéis relacionados à vigilância sanitária ou ao meio ambiente e, por fim, os documentos fiscais. “A ideia é que ele facilite inclusive na própria contratação direta do caminhoneiro autônomo, eliminando vários agentes que estão no meio do sistema e acabam comando parte da renda”, completou.

Outros dois importantes pontos abordados foram os pontos de parada e descanso e o trabalho realizado em parceria com o Ministério da Economia para renovação da frota de caminhões. Até o momento, o Governo Federal já certificou 50 PPDs destinado aos profissionais do transporte rodoviário de cargas e pretende chegar ao fim de 2021 com mais de 100. Além disso, todos os novos projetos de concessões trazem a obrigatoriedade da construção de novos pontos por parte dos concessionários.

Quanto à renovação da frota, Tarcísio destacou que aqueles que optarem por aderir, receberão um certificado que vai gerar um bônus para a aquisição de um caminhão mais novo e que o veículo antigo será desmontado e deixará de existir para tornando o transporte de cargas mais eficiente.

Em junho (17), Tarcísio de Freitas, as especificidades das diferentes cadeias produtivas e cargas – como fracionada, industrializada e de safra – deverão ser incorporadas, a partir de emendas, à MP. “Estabelecemos um ambiente de muita colaboração e diálogo, com apoio integral do relator da medida provisória, do setor produtivo, embarcadores, transportadores e caminhoneiros, que terão mais dignidade. Estão todos imersos em prol do DT-e. Estamos indo na direção certa para tornar o transporte mais efetivo, ágil e barato”, concluiu Tarcísio.

 

Fonte: MInfra

Foto: Divulgação

Veja todas as VAGAS para Motoristas AQUI!

Compartilhar com
Avalie este artigo