HomeCombustíveisPetrobras anuncia novidades na cobrança de combustíveis

Petrobras anuncia novidades na cobrança de combustíveis

Petrobras anuncia novidades na cobrança

Petrobras anuncia novidades na cobrança de combustíveis

Novas mudanças na Petrobras. Com a crise do coronavírus, variações do dólar e instabilidade no mercado petrolífero, a estatal anunciou que irá reduzir o preço médio do diesel em suas refinarias. A queda será de 10% e passará a ser aplicada a partir desta segunda-feira (27). Desse modo, espera-se que os combustíveis nos postos de gasolina tornem-se ainda mais barato, porém o preço da gasolina, por enquanto, não sofreu modificação.  

Leia mais

De acordo com a marca, a redução foi motivada mediante a queda do preço do petróleo. Desde o mês de janeiro, o mercado vem enfrentando instabilidade mediante um conflito entre a Rússia e a Arábia Saudita, que resultou em um corte significativo na produção do produto.

A partir de então, o mercado nacional e internacional vem passando por variações de preço e estão registrando os valores mais baixos da história.  

Além disso, no Brasil, o conflito político entre o presidente Jair Bolsonaro e seus ministros também interferem nos valores. O mercado financeiro está cada vez menos interessados nas operações nacionais, fazendo com que o dólar se torne cada vez mais caro e o barril do petróleo seja desvalorizado.  

Variações e projeções econômicas da Petrobras 

Somente na última semana, o preço de comercialização do barril do tipo Brent ficou abaixo de US$ 20. O valor negociado foi considerado negativado pelo mercado americano e não apresenta perspectivas de melhoria nos próximos dias.  

Além do Diesel, a Petrobras anunciou na última terça-feira (21) que a gasolina também já seria reduzida em 8%. Neste mesmo dia, o valor do petróleo leve americano (WTI) caiu pouco mais do que 140%.

De acordo com analistas desse mercado, com a proliferação do coronavírus em todo o território mundial não é possível estipular um prazo para que o produto volte a ser bem avaliado.  

Eles alegam que, a recuperação vai depender dos desdobramentos econômicos pelo mundo. O petróleo deve voltar a ser produzido em grande escala, mas para isso precisa recuperar seu poder de compra e venda.  

Nos postos de gasolina nacional, o clima é de medo e insegurança por parte dos proprietários, que além de ter uma queda brusca no número de revenda, ainda estão precisando diminuir as taxações de suas bombas. 

 

Fonte: Terra

Foto: Divulgação

Veja todas as VAGAS para Motoristas AQUI!

Compartilhar com
Avalie este artigo